04 dezembro 2014





Dispensa-me a fartura deste amor
Neste instante que me arde o corpo
O teu cheiro ainda dorme em mim
Mal percebo as trilhas de nós
Quando chegas em mim, desalinho
Abandono-me em ti
Recolhendo os pedaços de prazer sentido
Descubro-te o corpo,
Na imensidão do sentir em que te percorro
Fico louca de desejo
Descubro-te o sexo
Quero prova-lo, saboreá-lo,
Procuro um sabor que conheço
Sinto-te absorto
Singrando a fantasia
Desnudando a realidade
Quero-te fazer o alvo dos meus desejos

Com toda a ternura e tesão fazer do teu corpo o nosso ninho….

8 comentários:

Imprópriaparaconsumo disse...

Fazer dos corpos um lugar seguro :)
Um beijo

Orlando N. disse...

Senti. Deu-me vontade de...apanhar ar!
Gosto muito. Beijos, Ly ;)

Legionário disse...

"O amor tem a virtude, não apenas de desnudar dois amantes um em face do outro, mas também cada um deles diante de si próprio."
Cesare Pavese

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, do querer ao ter, é logo ali, partilha convidativa para um duche de agua fria.
AG

GANDALF disse...

Tornar o sonho em realidade...é urgente parece me :)

Beijos

SinneR disse...

imagem muito escolhida...

bj doce

Anginha Sexy disse...

Que texto maravilhoso.. ui que video delicioso,.. quero tb


Sussurros

Visite-me
http://anginhasexy.blogspot.pt/

Nádia Santos disse...

Desejos deliciosos.... quanta intensidade por aqui... amooooo!!!