14 abril 2015


   de que és feito Tu...
   que sempre que te olho desejo-te
   nas palavras já não sei escrever de Ti
   vejo-te como um prato repleto de tentações
   o teu corpo, o elixir das minhas fusões
   de que és feito Tu...
   que me enfraqueces ao toque
   que o teu respirar é fogo em mim
   que desejo louco, efervescente me provocas
   que no coração também deixas-te tesão
   de que és feito Tu...
   que me vicias-te de Ti
   deixando meu corpo carente do teu mimo
   ainda sinto as tuas mãos, quentes, tremulas
   passeando em mim tocando a pele suada
   deixaste-me no corpo a saudade do teu
   as vontades saciadas, 
   faminta ainda me deixas-te
   não, que não me completasses 
   mas, porque me completas-te em demasia 
   de que és feito Tu...
   que me vicias-te de Ti...


                                                        

  
      

4 comentários:

Hot Spot disse...

Sou feito de desejos...

E por ti...

Muitos desejos!

Beijosssss

madagascar2013 disse...

uma pergunta bem difícil que a ela nós mesmos talvez não saibamos responder...de que sou feito Eu!

Nuno Filipe disse...

Decerto que espera a resposta do destinatário
Pelo menos se o poema lindissimo fosse dirigido a mim, teria resposta
..............................
Deixo cumprimentos
http://deliriosamoresexo.blogspot.pt/

GANDALF disse...

Não sou muito a favor de dependências(vícios),acho que quando se torna um vicio deixou de se ter prazer,prefiro o saborear lento do que se vai descobrindo e haverá sempre algo para descobrir.Não querendo saber do que o OUTRO é feito,mas sim o que tem para se descobrir.(épa hoje falei a sério,hehehehe)

Beijinhos grandes