29 abril 2015

não me afrouxes as rédeas
deixa-me ir em cegueira
há mistérios que atraem
correntes que se quebram
sufoca meu coração do teu amor  
existe cumplicidade, partilha
não há criptologia de pudor 
este demónio do corpo faminto
deixa-me desfrutar desta paixão
entrar em coma de tesão,
mesmo que de coma induzido se trate 
destrava o tempo e regressa 
volta com sol ou chuva
volta para me amar
bizarra paixão improvável
o timbre do teu beijo 
és vagabundo em mim
és fraudulento em toque
estou eternamente perdida
na flecha dos olhares
certeira honestidade
num crime que cometes em meu corpo
tem misericórdia de mim
deixa-me retribuir-te o prazer
como um furacão devastado 
deixa amar-te
deixa os quadris do meu corpo 
no teu criar encaixe
com os nossos corpos avidos de paixão
com as minhas mãos vazas de carinho e vigor
deixa-me repousar os seios eu teu peito
entrelaçar os braços
deliciar-me em egoísmo
nas iguarias do teu corpo saciar-me
deixa-me provar-te 
gozar de tesão
talvez eu nunca me sinta saciada
mas,
deixa-me ser o que fazes de mim
és absoluto em mim...


    









11 comentários:

Anjinha Sexy disse...

Excelente e sedutor!

Beijoos

http://anginhasexy.blogspot.pt/

Legionário disse...

“iguarias” de total prazer que sempre nos sabem a pouco…!

Ricardo disse...

Ser devorado desse jeito...Iria ao céu e não voltava.

Beijos

Reporter disse...

Que melhor forma de me estrear neste blogue?
Cinco estrelas.

Reporter disse...

Que melhor forma de me estrear neste blogue?
Cinco estrelas.

Observador disse...

O comentário assinado pelo REPÓRTER é meu.

Nuno Filipe disse...

" Entrar em coma de tesão"..... hum....erótico e sedutor
.
Deixo cumprimentos

GANDALF disse...

Nada como te sentir inspirada ;)

Beijos grandes linda

madagascar2013 disse...

"...este demónio do corpo faminto..." que nos rasga a alma em pedaços de sabores, prazeres e sentidos...

Observador disse...

Ups! Assim vale!

Diogo Fernandes disse...

Adorei... simplesmente