23 janeiro 2015


preciso respirar-te
não e preciso ver, só sentir
as vezes parece que insisto em algo louco
mas, e a louca sanidade de mim que te deseja assim
de formas e jeitos diferentes
quero respirar-te
os arrepios da pele da tua pele
vendado,
amarrado,
sem forma de poderes tocar-me 
sinto-te o sexo rijo
de baixo das calças algo palpita
roço-me em ti
imploras que te solte 
beijo-te
toco-me
roço-me de novo em ti
respiro-te
e,
sento-me em ti
violo-te,
abuso de ti,
deliro no gozo do teu sexo
quero me vir
quero que te venhas
suplicas que não aguentas mais
e,
num levanta e senta no teu sexo 
vimos-nos que nem loucos enfurecidos





6 comentários:

Lovely Couple disse...

Loucuras tão deliciosas ! Beijos sensuais em ti :)

GANDALF disse...

Gosto tanto de estar vendado,looooool

Beijos grandes

Legionário disse...

O maior prazer que alguém pode sentir é o de sentir e causar prazer.!:)

Bom Fim de Semana, Ly:)

Shelyak disse...

On the edge of the knife...

madagascar2013 disse...

suplicas...o quanto nos levam a lugares profundos do prazer.

madagascar2013 disse...

se o silêncio do sentir tivesse espressao própria seria o que eu diria...um silêncio de tocar o mais profundo do prazer senti...obrigado Ly por me lembrares o quanto a Mulher é sábia no prazer!