02 novembro 2014


fazes-me falta
o amanhecer do fascínio do teu colo
sou somente metade
longe de ti não me sinto
quero
que me tornes inteira em ti
fica-me febril o corpo quando penso em ti
toma-me o corpo
faz-me acreditar em pleno prazer
esta falta estranha de ti
as vezes não sei se és realidade ou ilusão
mas
imagino-te assim num sonho louco
perdida em teu corpo e desejo
fazes-me falta



6 comentários:

Imprópriaparaconsumo disse...

As saudades têm a mania de entrar debaixo da pele com uma força violenta :)
Beijos :)

Nádia Santos disse...

E essa doce loucura quando nos invade... a mim me consome desesperadamente...
Bjusss

PEQUENOS DELITOS RENOVADOS disse...

E eu.... como gostaria de fazer falta a alguém... ouvir palavras de delírio como essas....
Lindo o poema Ly...

GANDALF disse...

Há que fazer par que essa falta se torne em presença,afinal quem manda no nosso destino senso nos próprios?procurar o que nos faz falta e fazer disso uma doce e intensa realidade.

Beijo grande linda.....amiga ;))))

In_Correto disse...

Tem um versinho antigo que eu desconheço o autor:

"As vezes fico pensando
nas vezes que em ti pensei.
E até sinto saudades
das saudades que passei"!


Beijo do (In)

Existe Sempre Um Lugar disse...

Bom dia, invasão dos calor agradáveis, tem varias interpretações, a minha é que, significa que a vida corre pelas veias com toda a força do desejo.
AG