15 outubro 2014

hoje vou inventar-te em mim

vou quebrar as regras
dizer-te o que o corpo quer
o corpo...
esse quer o teu amasso, 
quer nas entranhas de mim sentir-te,
nas tuas mãos planear um voou
em uma aterragem nos prazeres de nós  
dizer-te o que quero ouvir
ouvir...
o teu gemer,
o teu amor em palavras,
perdido em silabas sem sentido,
num sentido presente

hoje vou inventar-te em mim
assim
tão diferente de ti





1 comentário:

GANDALF disse...

Que bela promessa,fiquei com inveja loooool

Beijo grande linda