24 outubro 2014


respiro ofegante
o teu ser em mim
lábios que anseiam os teus
tento enganar a alma
envolvo-me no vai e vem dos sentires

aí, os teus beijos quentes
que me despertam
que me provocam
fazes de mim rainha em ti
olhos nos olhos
o vento corta o manto nocturno
e, eu lampejo o desejo do teu toque
sobre o teu corpo eu me serpenteio
suprimos os gritos do nosso gozo
aquece o meu corpo
queima a minha alma
deixa transparecer  as insanidades de nós  
mistura o teu cheiro no meu
contempla-me 
e,
dá-me o êxtase do desejo
faz de mim mulher,  perdida em ti .....



6 comentários:

GANDALF disse...

Um "grito" de urgência e de paixão,não deixes que ele te consuma,alimenta o corpo e a mente com esse prazer que te incendeia a alma,faz te Rainha do teu reino de prazer. ;))

Beijo grande linda e BFS

Imprópriaparaconsumo disse...

Os beijos que tiram o fôlego e que nos deixam de rastos :)
Beijos

PEQUENOS DELITOS RENOVADOS disse...

Um sussurro!!!
Beijos!

Jorge disse...

Lindo, este teu poema...
Adoro-te, pá!

Delyrium disse...

Beijooo

mghorta disse...

umas quantas lambidelas nelas Pbs