08 setembro 2015








esquece as horas, 
vem dançar, 
a dança dos corpos,
desconheço as regras e os limites,
a menos que os imponhas...
só quero que tenhas noção
do desejo mórbido deste tesão
sabes...
entoaria apenas palavras 
incapazes de serem desvendadas 
abruptamente remexendo nos sentires,
sinto-te,
ainda te sinto,
e, num tempo que ainda não há pressa,
espero-te,
tenho-te,
remonto ao passado afrontando desejos, 
aparentemente decidida procuro-te,
num canto qualquer onde te deixei,
nos recônditos de mim a fúria de ti,
de me teres nos teus braços,
e,
sôfrega espero os teus beijos,
deves achar complicado este meu querer,
os desencontros existem para as provas
e,
a única prova que tenho 
é,
a prova do gosto do teu amar em mim,
do jogo da sedução,
e,
ainda acredito que o coração sera o ganhador...
por isso vamos jogar este jogo do amor,
e, 
vem dançar, 
a dança dos corpos,
...esquece as horas...






    


4 comentários:

Vanessa Flor disse...

Olá...o video é loucamente sedutor. O poema loucamente belo. Este blogue é divino em sedução. Gosto muito
.
Hoje no nosso blogue falamos de: ""Lesbianismo, doença ou orientação sexual""?
Gostaríamos de ter a sua visita. Obrigada

WOLF disse...

Gosto de ti sem horas,hehehe ;)

beijo amiga

Legionário disse...

A sedução é como uma dança, alguém está conduzindo, mas o segredo é não parecer que está conduzindo e sim que está sendo conduzido!

Belo texto, Ly!:)

Alexandra Souza disse...

Hummmm mas que dança sensual e excitante para quem vê, lol

Visite-nos-http://anseiosedevaneiossexuais.blogspot.pt/ ... Bjus doces