27 julho 2011


Percorre-me o corpo este espasmo de desejo,
Ando por ai perdida de desejo,
Esperando polvilhar-me nos sentidos de Ti,
Dispo a alma
Porque o corpo não tem o Teu toque,
Anseio o suor da Tua mão,
Fogo ardente deste corpo,
O sabor a Ti guardo na boca,
Quero...
Sentir a Tua pele,
As Tuas mãos fervilhar-me o corpo,
Saborear o Teu corpo,
Sentir o Teu sexo em mim,
Quero...
Sem medo ou vergonha,
Gritar-te esta tesão,
Neste corpo...
Que Teu corpo fez de Teu !!!

4 comentários:

Janaina Cruz disse...

Poema cálido, bem feito, e perfeitamente trabalhado... Eu amei! :)

GANDALF disse...

Como sempre...ler-te é Magico ;o)

beijinhos

Almeida Lucius™ disse...

Maravilhosa amo ler os teus poemas e tenha um lindo domingo, e estou com saudade de ti, beijo !!!

A.S. disse...

... um susurro!