12 julho 2011

Os olhos não podiam fugir...
...era um tempo do tempo que não nos víamos,
...uma outrora passada por nos,
...mas,
...esse tempo ainda por nos não passou...
...olhei-te como se nada mais existi-se,
...e, nos teus olhos fiz amor,
...um amor bom,
...como que se o tempo para-se ali,
...não houve que falar,
...os lábios tocaram-se,
...e, entre o beijo demorado o desejo aumentou,
...as Tuas mãos que tanto me conhecem,
...exploraram-me o corpo que é teu,
...entre os dedos que me moldavam,
...e os gemidos que fui dando,
...sussurrei-te que queria provar-te,
...deleito minha boca em teu sexo,
...fazendo dele meu, tão meu que delivaravas,
...rendes.te, no vai e vem da minha boca,
...quero ter a tua prova em mim,
...vem-te amor, vem-te amor...
...não terminando a ultima frase sento-te,
...saboreio o teu néctar...
...que guardo para mim,
Os olhos não podiam fugir,
Como poderíamos nos resistir...

4 comentários:

Lobo disse...

Os meus olhos deste texto não conseguiam fugir...
A ler-te não podia resistir...

Li-te e senti...
Termino e volto a Ler-te!....

Intenso!....

Um Beijo do lobo...

Lobo disse...

Os meus olhos deste texto não conseguiam fugir...
A ler-te não podia resistir...

Li-te e senti...
Termino e volto a Ler-te!....

Intenso!....

Um Beijo do lobo...

GANDALF disse...

Resistir não era opção ;o)

bjs Magicos

Swingers Veronika e Cláudio disse...

Este é para sentir, viajar em cada palavra, imaginar e sentir ainda mais...
Beijos, linda!!!