06 setembro 2008

Doidisse


Tremem-se me as pernas,
O arrepio ergue-se na pele,
O corpo já urra por Ti...
O Teu cheiro sinto-o,
O respirar é afogadiço,
Mas Teu corpo colado em meu,
Assim por detrás de mim,
As mãos nas ancas,
Sussurrando-me baixinho,
Quero aquele Amor...
Sim esse...
Não me importa o tamanho,
Quero que brinque contigo,
Mas,
Amor quero ver e te sentir minha...
Assim foi o que veio,
E, nessa noite fomos três,
Eu,
Ele,
TU,
Brincamos noite fora,
E,
O gozo foi tanto que Ele,
Foi fazendo parte de nossos jogos amorosos,
Sim Tu sabes que não o troco por Ti,
Porque contigo Ele sabe trabalhar,
Sem Ti...
Eu e meu brinquedo nada somos !!!

12 comentários:

ERH()S disse...

oi, meu msn, macho_kkador@hotmail.com

entra la beijos,

Erhos

daniel disse...

Sussurar do Corpo

Gostei do poema muito sesual, sem perder o tom da suavidade.

Beijos
Daniel

Gerlane disse...

Uauuuu! Sensualidade ao toque do corpo e das palavras.

Beijos pra ti!

Poemar disse...

Sensualíssimo! Do template aos textos!

Beijos de mar!

Bia disse...

Muito, muito sensual e bom jogo de palavras !!

"Porque contigo Ele sabe trabalhar,
Sem Ti...
Eu e meu brinquedo nada somos !!!" - Perfeita declaração... ;)


miminhos... atrevidos!

OLHAR VAGABUNDO disse...

apeteceu-me sussurrar-te que gostei-te...

beijo vagabundo

Cadinho RoCo disse...

Maravilhosa essa trindade.
Cadinho RoCo

Atre disse...

hummmm...será que esse poema foi um PÓS DIA DO SEXO?....

E verdade, as vezes o "brinquedo" não funciona sem o outro.
Tanto o de armar...
Quanto o de encaixar!

gostei da foto da mordida no lábio...delícia!!!

Pecadora disse...

Sensual q.b.

ERH()S disse...

" Mas Teu corpo colado em meu,
Assim por detrás de mim,
As mãos nas ancas,
Sussurrando-me baixinho,
Quero aquele Amor... "

bela cena...

beijos tesudos

Erhos

secrets in me disse...

Doce combinação!
Suave numa dalidade de palavras muito sensual.

beijinhos

Anónimo disse...

mt firme esse poema