13 março 2017



quando te desejo não sabes mas vou contar-te o que a mente me soletra em silêncio...
o teu toque que se enrola em mim, 
onde a tua língua grotesca me prova,
esse teu mergulho em mim de me desfazeres,
cobres-me num abraço para assustar o frio,
o teu sorriso tímido aflora-me os desejos,
e no meu gemido sereno, amas-me,
pintas-me as promessas no corpo,
mastigo cada momento que tornas mágico,
e, ainda sem saber o desfecho desta luxúria,
acredito que o manso místico do teu corpo no meu me irá fazer sonhar...

6 comentários:

Ulisses Reis ® disse...

Faz um tempo que não venho lhe visitar e ler os teus escritos, e fico em debito com vc , mas aqui estou para lhe desejar um dia maravilhoso e que continue a ter a inspiração para escrever e venha se possível também me visitar, pois quero muito incentivar você e outros amigos , pois tudo que se refere a arte e literatura, ou a inspiração em outras áreas, me apetece e agrada muito, tenha uma sema agradável e cheia de coisas que lhe traga prazer, beijos !!!

WOLF disse...

Uiuiuiuiuiui,nada como o chegar da Primavera para ver despontar as letras por aqui looool

Beijos grandes amiga

madagascar2013 disse...

sonhos donde jamais devemos sair...que não seja para rápido a eles retornar ^.~

Von disse...

Andas muito romântica...

1ManView disse...

Um poema muito sensual ...

paz e amor
1ManView

Almeida Lucius disse...

Boa tarde
Tenha um bom fim de semana e que tudo de bom esteja do teu lado, adorei o poema e tua escrita é realmente muito excitante e deixa a pele quente...beijos!