28 novembro 2016

podia ter-te dito mil palavras,
mas,
os meus olhos contaram-te segredos
quando a tua boca beijou a minha,
quando a tua mão me tocou os seios,
quando tocas-te o meu sexo,
quando o teu dedo me fez controcer,
quando o meu sexo se humedeceu para ti,
mas,
não era de todo o sítio certo,
o espaço estava apertado, curto,
não conseguiria montar-te de jeito,
estava muita gente e, 
o teu corpo não estava a minha mercê,
assim não poderia dar-te o prazer de me sentires,
do teu sexo usufruir do delírio da minha boca,
da minha língua percorrer a luxúria do teu mastro,
mas, 
tocar-te o sexo hirto,
senti-lo escorrer de tesão,
nos meus dedos a prova em meus lábios,
foi loucura,
foi doideira,
faltou, faltou o remate final
da tua estocada fatal,
em entrada triunfal,
onde o teu sexo seria sugado pelo meu,
onde em murmúrios e sussurros,
a explosão de dois corpos seria o pleno êxtase do rebentamento de seres famintos de tesão e luxúria contida...
....sou tua...

6 comentários:

Filipa Silva disse...

Lindo de morrer! :)

http://prazeresecarinhossexuais.blogspot.pt/

Bjocas :)

WOLF disse...

Excelente,a pausa fez vir-te(loooool) com uma tesão e uma vontade enorme..ADOREI ;)

Beijo bom linda

Darkness disse...

Essas tuas palavras..fizeram-me viajar.... :))))
Beijos-te

DARK disse...

Lindeza de palavras.
2BEIJOS^.~

madagascar2013 disse...

Aleluias!

Larissa Santos disse...

Lindas e excitantes as tuas palavras. Muito bom!

Bjos

Visite-nos.