24 junho 2012




apetecias-me
como aquele dia
em:
que te vendei os olhos
te levei aquele motel
onde planeei tudo
onde nos amamos
onde cada centímetro
da nossa pele se misturou
apetecias-me
fugaz
ardente
carinhoso
amigo
amante

4 comentários:

Eros disse...

Suspiros...

Anónimo disse...

Onde os espelhos podem so eles contar o que se passou naquela noite ...
Onde os corpos deixaram fluidos de prazer e desejo...
e a venda caio ao sabor do vento..
beijos bebe

joão marinheiro disse...

Deixo um beijo...

joão marinheiro disse...

Deixo um beijo...