16 fevereiro 2011


Meu doce...

Como a alma me sorri,

Ouvir ainda tlintar o som da Tua voz,

No silêncio que nos invadiu,

Com a simples palavra "bebé",

Fui louca rogar pelo amor,

Fui louca sim,

O Amor não se pede,

Recebe-se...

Ainda que o vento sopra-se,

A favor de nós,

Nós!, nós fugimos,

Torturamos algo que já estava cansado,

Hoje a viva encaminho-nos,

Em sentidos diferentes,

Ficaram em mim lembranças boas,

Momentos únicos que senti,

Ainda assim assumo que questiono,

Que ficaram incertezas,

Mas,

Que importa o passado,

Se na lembrança é tudo bom,

Meu doce...

Que um dia a vida te ilumine,

Ilumine a Felicidade,

Essa que tanto mereces !

"Para Ti sim, sabes quem és!"

8 comentários:

A.S. disse...

Sem loucura o amor perde-se na fragilidade dos minutos!
Só amando com loucura se vai além do infinito!


Beijos...
AL

_lua_ disse...

Seus susssuros são sempre bem vindos..

Suas palavras aqui, como sempre, instigantes.

Bjs enluarados.
=)

Natural.Origin disse...

Ilumine...
Luz...

Sorriso:)

Black Rose disse...

Irei voltar...

Black Rose disse...

Voltei....

Anónimo disse...

Hey,

Thanks for sharing this link - but unfortunately it seems to be not working? Does anybody here at profundidadedosdesejos.blogspot.com have a mirror or another source?


Cheers,
James

Anónimo disse...

Hi - I am really glad to discover this. great job!

Lobo disse...

Dos encontros devemos guardar e recordar as coisas boas...
Estas Palavras são um Belo canto ao amor...

Beijos doces